Quarta-feira, 29 de maio de 2024
informe o texto

Notícias Segurança Pública

CONFESSOU DUPLO HOMICÍDIO

Criminoso recebeu R$ 10 mil para matar comerciante no Shopping Popular; DHPP busca mandantes

Atirador preso nesta segunda (25) em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, deve ser recambiado a Mato grosso nas próximas horas

Criminoso recebeu R$ 10 mil para matar comerciante no Shopping Popular; DHPP busca mandantes

O delegado Nilson Farias, da DHPP Cuiabá, responsável pelas investigações do crime.

Foto: Reprodução/Montagem

 criminoso Silvio Junior Peixoto (26), que atirou e matou o comerciante Gersino Rosa dos Santos (43) e o vendedor Cleyton de Oliveira de Souza Paulino (27), no Shopping Popular de Cuiabá, em novembro do ano passado, confessou a autoria do duplo homicídio e disse ter recebido R$ 10 mil para matar o alvo, o comerciante conhecido como "Nenê". Cleyton morreu acidentalmente, por estar na linha de tiro.

A informação foi dada em entrevista do delegado Nilson Farias, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), nesta terça-feira (26). Ele está na cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, onde o atirador foi preso nesta segunda-feira (25), em uma operação conjunta entre a Polícia Civil de MT e a de Minas Gerais.

Em depoimento, o atirador confessou o crime e disse ter recebido a quantia de R$ 10 mil para matar “Nenê”, apelido pelo qual a vítima Gersino dos Santos era conhecida entre os comerciantes do Shopping Popular.

“No seu interrogatório, ele confessa a prática do homicídio, ele confessa que foi contratado e que recebeu o valor de R$ 10 mil para executar a vítima [Gersino]. Só que na execução, ele acaba matando mais uma pessoa [Cleyton]”, disse o delegado.

De acordo com o delegado, por temer represálias, o atirador não revelou quem é a pessoa que o contratou para executar a morte de “Nenê”, destacando ainda que aguarda uma autorização da Justiça Mineira para que Silvio Junior deve seja recambiado a Mato Grosso nas próximas horas.

“Em relação à motivação, ele ainda não abriu esse leque pra gente. Porém, nós estamos fazendo toda a análise investigativa e temos certeza que chegaremos a esse indivíduo [mandante do crime]”, ressaltou Nilson Farias.

“Nós viemos de aeronave pra cá, para poder recambiar, levar ele [Silvio] até Cuiabá, para ser apresentado ao Juízo. Até mesmo porque ele vai responder perante o Juízo de Mato Grosso. Então, o ideal é que ele esteja aí [em Cuiabá] pra facilitar os trabalhos investigativos”, pontuou.


POUCA LIGAÇÃO COM O CRIME

Conforme o delegado, o fato de Silvio Junior não ter nenhuma ligação com o crime em Mato Grosso dificultou bastante sua localização e as investigações do caso.

“Pela investigação, nós identificamos que o Silvio Júnior é um indivíduo que possui pequenas passagens por estelionato em São Paulo (...). Mas crimes com violência não eram da alçada [dele]”, enfatizou.

Fonte:
https://www.unicanews.com.br/policia/criminoso-recebeu-r-10-mil-para-matar-comerciante-no-shopping-popular-dhpp-busca-mandantes/107982
 
Sitevip Internet