Segunda-feira, 22 de julho de 2024
informe o texto

Artigos CAROL BISPO

O que é ser uma bela mulher?

Ser bela vai além da aparência física. Envolve uma combinação única de características internas e externas que contribuem para uma sensação de atratividade e apreciação. Isso pode incluir traços como autoconfiança, bondade, autenticidade, inteligência, empatia e uma variedade de outras qualidades. A beleza pode ser encontrada na diversidade e na individualidade de cada pessoa, refletindo não apenas na aparência, mas também em ações, pensamentos e personalidade. É importante reconhecer que a beleza é subjetiva e varia de pessoa para pessoa, não podendo ser definida por padrões externos e estereótipos impostos pela sociedade. Portanto, afirmar que a beleza da mulher está além da aparência física é fundamental!

O belo está presente também nas conquistas que alcançamos. A liberdade de escolha em relação ao cabelo, por exemplo, é algo importante: Cada vez mais vemos mulheres desafiando as expectativas de ter cabelos longos e “arrumados”, optando por estilos mais curtos e práticos. Inegavelmente existe uma revolução! No quesito produto para cachos, observamos mudanças nas prateleiras dos supermercados, nas lojas de cosméticos e mercados digitais, na TV, nas revistas e etc. Sabemos que poucos anos atrás esses produtos praticamente não existiam e o que nos restava eram receitas caseiras ou cedermos a pressão externa de alisarmos. Finalmente o mercado despertou! Decidiu abraçar o público que não queria mais sacrifício da beleza com tantas químicas e gambiarras. Portanto, podemos perceber que atualmente existe uma valorização do natural e, também a percepção que a beleza está presente no que é único.

Celebrar o Dia Internacional da Mulher não serve apenas para reconhecer as conquistas passadas, mas também para continuarmos lutando por um mundo onde possamos nos sentir livres para sermos nós mesmas. Historicamente, fomos menosprezadas e excluídas. Precisamos lembrar as dores enfrentadas no passado para valorizarmos o que já temos e, ao mesmo tempo, nos inspirar e motivar a chegar em mais lugares. Em 1909, um grupo de trabalhadoras em Nova Iorque reivindicava melhores condições de trabalho. Três anos depois, um incêndio em uma fábrica da mesma cidade matou 125 mulheres. Em 1917, cerca de 90 mil russas foram às ruas com o lema “paz e pão”, reivindicando comida para seus filhos e o retorno dos seus maridos da guerra... Inegavelmente essas revoluções provocaram mudanças sociais e até hoje promovem reflexões importantes. É significativo que muita coisa mudou e os padrões estão sendo questionados.

Percebemos essas mudanças nos últimos anos nos vários desfiles e eventos paralelos à São Paulo Fashion Week que têm destacado uma gama mais ampla de tipos de corpos e etnias, desafiando os estereótipos de beleza e promovendo a inclusão. A representatividade tem chegado em lugares que antes não era bem-vinda. Uma ferramenta que está contribuindo com tudo isso é a internet. Ela tem auxiliado na conscientização sobre o que é ser belo. Mesmo em meio a tantas falas distorcidas, existem aqueles que desejam propagar o bem no meio digital.

Como consultora de imagem e criadora de conteúdo, fico feliz por ter tantos outros colegas que também querem contribuir positivamente na vida das mulheres na internet. Meu conteúdo as ensina serem autoras de suas belezas, da cabeça aos pés, com autonomia, autoestima e autoconhecimento. É incrível poder receber tantas histórias de superação baseadas nas minhas ferramentas, como a Engenharia da Beleza, que promove alicerces bem fundamentados para a beleza única, fugindo dos padrões sociais.

Mas como sempre digo, a luta continua. Que todas nós, mulheres, possamos nos unir para desmistificar os olhares equivocados sobre nós; temos que ser vistas como quisermos. Sermos respeitadas não apenas pelo fato de sermos mulher, mas pelo fato de sermos um ser humano único! Que possamos, juntas, buscarmos a valorização, a autonomia, o respeito da individualidade de todas nós. Assim como a rosa revela sua beleza única e distintiva à medida que floresce, uma mulher que se conecta com sua verdadeira essência e reconhece suas qualidades intrínsecas irradia uma beleza que vai além da aparência física. Essa beleza interior, comparável ao perfume delicado e encantador de uma rosa, é perceptível por todos ao seu redor. Quando uma mulher possui essa autonomia e confiança em quem ela é, sua presença é cativante e inspiradora, deixando uma impressão duradoura que transcende os padrões superficiais de beleza.

CAROL BISPO

CAROL BISPO
CAROL BISPO é visagista, especialista em cabelos crespos e cacheados, acadêmica de Psicologia e idealizadora do método Cabelo do Dia Seguinte. Instagram: @carolbispovisagismo.
ver artigos
 
Sitevip Internet