Imprimir

Imprimir Notícia

30/04/2024 - 08:34 | Atualizada: 30/04/2024 - 08:37

Projeto social de Kung Fu é destaque por formar atletas mundiais em Cuiabá

Vamos falar sobre o incentivo no Esporte? O projeto Social Kung Fu Wushu existe há pelo menos 30 anos no bairro CPA 4, em Cuiabá (MT), idealizado por pai e filha, atletas e medalhistas mundiais. Bruk Lee e Brenda Silva trabalham com mais de 100 pessoas, entre crianças, adolescentes, idosos e Pessoas com Deficiência (PCDs), formando atletas de podium, que já garantiram centenas de medalhas, nas modalidades Kung Fu Tradicional, Sanda, Tai Chi, Boxe Chinês. E por meio do patrocínio do Governo do Estado ao projeto social Kung Fu Wushu 2023, eles receberam Lona de treinamento, incentivo na contratação de professores para a continuidade de treinamento gratuito de atletas e novos alunos, além de curso preparatório exclusivo com o mestre Edson Gonçalves, vindo de São Paulo, para a preparação para campeonato mundial do atleta e professor do projeto Gabriel Almeida.

E tudo isso só foi possível com emendas parlamentares dos deputados estaduais Carlos Avallone e Marcos Russi, via Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), e apoio da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, com realização do Instituto INCA-Inclusão, Cidadania e Ação, em rede com a CPA Fitness.

De acordo com o mestre Bruk Lee, sem apoio e incentivo de organizações e poder público, é quase que impossível um projeto social sobreviver por tantos anos, ainda mais quando se trata de um esporte como o Kung Fu Wushu, uma arte marcial ainda pouco conhecida das demais, e que ainda não faz parte de Olimpíadas consagradas.

“É um esporte que ainda que está a caminho de se tornar Olímpico e que está crescendo ao redor do mundo. E a gente precisa desses tipos de divulgação e incentivos para crescer mais no Brasil e no mundo. Tem uns campeonatos grandes na Ásia, mas não conseguimos ainda ir em todos, mesmo convocados, por conta de verba, mas os outros países vão em massa”, destaca o mestre Bruk. 

PROJETO SOCIAL KUNG FU WUSHU 2023

O projeto social Kung Fu Wushu foi elaborado com o objetivo de oportunizar aulas gratuitas de Kung Fu, nas modalidades Kung Fu Tradicional, Sanda, Tai Chi, Boxe Chinês, buscando minimizar as diferenças sociais para o maior número de pessoas, além de fomentar o esporte em si e o lazer, na Academia CPA Fitness, localizada na Rua Frango D'Água, 05, Bairro Morada da Serra, CPA 4, primeira etapa.

Por meio da prática e do aprendizado esportivo especializado, as crianças ocupam o tempo ocioso nos períodos em que elas não estariam nas escolas. Já as Pessoas com Deficiência e idosos, o projeto visa estimular a elevação da autoestima, melhorando a qualidade de vida e da saúde, promovendo a integração, o protagonismo e a autonomia deles.

A cada dia cresce a importância do esporte como ferramenta de inclusão social; segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), o esporte, mesmo que tenha como princípio o desenvolvimento físico e da saúde, serve também para a formação de valores necessários, como éticos e morais, de conceitos e de tradições.

O INCENTIVO

O investimento possibilitou a contratação de professores de artes marciais especializados na execução e acompanhamento das aulas e inscrições de novos alunos ao projeto social Kung Fu Wushu. Também uma Lona para o centro de treinamento do projeto de 10m X 6,50m.

Teve um Curso de Preparação para o professor Gabriel Almeida e atletas, visando o 16º Campeonato Mundial de Wushu Dallas/EUA – na modalidade de Sanda, com o mestre Edson Gonçalves, o que fortaleceu Gabriel para participar, novamente nos Estados Unidos, agora em Santa Clara (Califórnia), do 15º Campeonato Pan-americano de Wushu, entre os dias 28 de agosto a 03 de setembro de 2024.

Vindo de São Paulo, o técnico teve todo o apoio logístico de hora técnica, passagem aérea, hospedagem e alimentação, com carga horária de 36 horas (segunda, terça, quarta, quinta, sexta e sábado), de 06 A 11 de novembro.
 
 
 Imprimir