Imprimir

Imprimir Notícia

20/12/2023 - 10:20

Alunos da Escola Técnica Estadual de Rondonópolis são finalistas em feira de ciências da USP

Já pensou em um semáforo que, de forma automática, se reprograma para que a passagem de uma ambulância ou um veículo de resgate seja realizada de forma segura? Essa foi a ideia desenvolvida por alunos da Escola Técnica Estadual de Rondonópolis (MT) e selecionada para a etapa final da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace 2024), promovida pela Universidade de São Paulo (USP).

Sob orientação do professor do Curso Técnico em Desenvolvimento de Sistemas, Fabiano Keiji Taguchi, os estudantes criaram o conceito “Ambutech" de mobilidade urbana, uma solução voltada especificamente para o tráfego de ambulâncias e veículos de resgate, com o objetivo de otimizar o deslocamento destes veículos para o atendimento de ocorrências. Participam do projeto os alunos: João Victor Gonzales dos Santos, Yuri Lázaro Ferreira Gonçalves e Caio Alexandre Queiroz Carvalho.

A ideia inovadora foi selecionada durante a XV Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação de Mato Grosso (Mecti), organizada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci). O evento, realizado na Faculdade de Tecnologia do Senai-MT (Fatec), foi direcionado a estudantes do 8º e 9º ano do Ensino Fundamental, Ensino Médio e alunos do ensino técnico e profissionalizante.

O protótipo, que começou a ser construído em julho, faz uso de sensores para detecção de aproximação de ambulâncias e veículos de resgate, para que o semáforo se reprograme automaticamente, permitindo a passagem segura dos veículos em cruzamentos, contribuindo, assim, para a segurança e fluidez do trânsito naquela área.

“A oportunidade de participar da Feira Brasileira de Ciências, uma das mais importantes feiras do tipo do Brasil, é gratificante. É uma chance valiosa de apresentar os frutos dos projetos desenvolvidos em sala de aula juntos com nossos alunos. Nossa expectativa é grande, pois essa participação não apenas nos permite compartilhar conhecimento e experiências com professores e estudantes de todo o país, mas também contribui significativamente para o avanço da ciência e tecnologia”, conta o professor Fabiano KeiTaguchi.

Desde 2003, a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace) é um programa de talentos em ciências e engenharia que estimula a cultura científica, o saber investigativo e a inovação, impulsionando o empreendedorismo e a troca de experiências e informações entre alunos e professores da educação básica e técnica de todo o Brasil.

Além de medalhas e troféus para os melhores finalistas de cada categoria, os estudantes também podem receber equipamentos eletrônicos, certificados de diversas organizações e empresas, entre outros prêmios concedidos com apoio de parceiros da feira.

A cerimônia de premiação está prevista para ocorrer, de forma presencial, entre os dias 18 e 22 de março de 2024, na sede da Universidade de São Paulo (USP), na capital paulista.
 
 Imprimir