Sábado, 13 de abril de 2024
informe o texto

Notícias Economia

Entrega de farinheiras para produtores familiares impulsiona produção em comunidades rurais

Entrega de farinheiras para produtores familiares impulsiona produção em comunidades rurais

Foto: Seaf-MT

As farinheiras móveis entregues pela Secretaria Estadual de Agricultura Familiar (Seaf) têm impulsionado a produção de farinha de mandioca nas comunidades rurais em que a agricultura familiar é o principal segmento econômico, como é o caso das Comunidades Aguaçu, Monjolo e Taquaral, em Nossa Senhora do Livramento. O tempo de beneficiamento com a máquina é incomparável ao manual.

Segundo o presidente da Associação de Pequenos Produtores Rurais da Comunidade Aguacu Monjolo e Taquaral, Antônio Firmino de Moraes, manualmente, quatro pessoas produziam um saco de 50 kg de farinha por dia, e, com a farinheira, a mesma quantidade de trabalhadores fazem oito sacos nesse mesmo tempo.



A chegada dos equipamentos às comunidades também é vista como uma oportunidade de manter os jovens no campo.

“A gente está dando prioridade, principalmente para aquelas famílias que têm jovens na família, que estão sem emprego, para fazer suas farinhas primeiro e garantir uma renda para ver se segura os jovens na comunidade. E essa é a nossa prioridade. Então, essa farinheira chegou num belo momento. Vai ajudar muito essa comunidade aqui, que é cercada de pequenos sítios e não tem uma fazenda para trabalhar”, afirmou.

Inicialmente, a farinheira está sendo usada por 120 famílias associadas, mas, de acordo com o presidente da Associação, outros produtores vizinhos também serão atendidos, podendo beneficiar mais de 200 famílias da região.

“Já fizemos o treinamento e estamos usando a farinheira. Vai ajudar bastante, porque tem muitas famílias daqui em que a renda depende praticamente só da produção da farinha”, destacou.



Na Comunidade Rio dos Couros, em Cuiabá, a farinheira deve ser utilizada pelos 15 associados em atividade e pelos outros moradores de pelo menos outras três comunidades vizinhas.

“A gente acolhe pessoas das outras comunidades que também tem mandiocal. Gostei muito da máquina e tem que ter muito produto para fazer a farinha. Já estamos com a máquina aqui na associação e agora é só trabalhar. A gente fica muito agradecido ao Governo”, declarou o presidente da Associação de Pequenos Produtores da Comunidade Rio dos Couros, Braulino da Silva.

O Governo do Estado investiu R$ 4.394.000,00 neste ano na aquisição das 26 farinheiras móveis, que estão sendo entregues às comunidades. 

“O beneficiamento da matéria-prima agrega valor à produção, nesse caso com a farinha de mandioca. Com isso, os produtores familiares passam a ter melhores condições de preços para suas produções e aumentar a renda”, afirmou a secretária de Agricultura Familiar, Teté Bezerra.



Após a entrega de equipamentos, técnicos da empresa fornecedora da farinheira vão até a comunidade beneficiada para ensinar o manuseio aos produtores.

A mandioca é cultivada em todos os municípios de Mato Grosso e é a segunda principal cadeia produtiva da agricultura familiar do Estado, atrás somente da pecuária leiteira.

Cada tonelada de mandioca rende entre 250 kg e 300 kg de farinha.


 

 
Sitevip Internet