Notícias - Cidades

Evelyn Ribeiro/Secom-MT | Postado em 29.04.2021 às 11:14h
Michel Alvim/Secom-MT Governo discute medidas de fortalecimento dos consórcios intermunicipais com a rede nacional

Governo discute medidas de fortalecimento dos consórcios intermunicipais com a rede nacional

O secretário estadual de Educação, Alan Porto, e o secretário-adjunto de Desenvolvimento do Ecossistema Empreendedor, Celso Paulo Banazeski, participaram nesta terça-feira (28.04) de uma reunião com o presidente da Rede Nacional de Consórcios Públicos, Victor Borges, para discutir medidas de fortalecimento dos consórcios de desenvolvimento regional de Mato Grosso.

Novas medidas para o setor da educação também foram avaliadas. O foco é assegurar investimentos e recursos que possam auxiliar no desenvolvimento dos municípios, assim como a qualidade dos serviços públicos prestados à população. Atualmente, Mato Grosso tem 15 consórcios, 14 ativos.

“Estamos conversando principalmente a questão da alfabetização, que há um grande prejuízo por conta da pandemia - como podemos trabalhar em regime de colaboração com os municípios. A experiência das boas práticas e boas evidências a nível de Brasil será muito importante”, afirmou Alan Porto.

Por videoconferência, o presidente da Rede Nacional de Consórcios Públicos, Victor Borges, sugeriu as áreas iniciais a serem trabalhadas.

“Educação, meio ambiente e agricultura são três focos fundamentais e, claro o que pudermos articular junto ao Ministério da Saúde em relação a recursos e envio de equipamentos será muito válido. Tratamos isso direto com as secretarias executivas dos ministérios”, explicou o presidente.

Os consórcios intermunicipais surgiram como forma de superar e recobrar escalas produtiva e financeira adequadas para os municípios.

“O trabalho cooperativo traz o desenvolvimento do Estado como um todo. Somos um Estado muito rico, com crescimento econômico fantástico, mas ainda com municípios que apresentam dificuldades. Nosso objetivo é fazer com que as ações e investimentos sejam priorizados através dos consórcios”, concluiu o secretário adjunto de Desenvolvimento do Ecossistema Empreendedor da Sedec, Celso Banazeski.