Sábado, 20 de julho de 2024
informe o texto

Notícias Últimas

OBRA NA MT-251

Passados mais de 30 dias Ibama e ICMbio não dão resposta sobre Portão do Inferno

Já são três meses de espera, já que em março o Estado apresentou o projeto para resolver o problema de deslizamentos no local

Passados mais de 30 dias Ibama e ICMbio não dão resposta sobre Portão do Inferno

Foto: Reprodução

Após o fim do prazo de um mês, o Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente) e o ICMBio (Instituto Chico Mendes da Biodiversidade) não emitiram as licenças ambientais para dar início às obras de adequação no Portão do Inferno, em Chapada dos Guimarães.

No dia 7 de maio passado o secretário-chefe de Casa Civil, Fábio Garcia, afirmou que os órgãos federais prometeram em 30 dias aprovar as licenças.

Conforme do Alô Chapada já noticiou, no final do mês de março o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (União), convocou a imprensa para apresentação do projeto de retaludamento do paredão e assinatura da ordem de serviço com a Lotufo Engenharia e Construções LTDA, empresa que fará o recorte dos paredões e o novo traçado da MT-251.

De acordo com a equipe técnica, o governo firmou um contrato de R$ 29,5 milhões com a empresa Lotufo Engenharia e Construção, que será responsável pelo projeto. O prazo para entrega da obra é de até 120 dias, após autorização do Ibama e ICMBio.

Retaludamento

Retaludamento consiste na retirada do maciço rochoso na curva do Portão do Inferno e a criação de taludes, uma série de cortes, que funcionam como degraus para impedir os deslizamentos de terra. Com isso, a estrada será recuada em dez metros, evitando também a passagem sobre o viaduto que existe hoje no local.

Fonte: Alô Chapada
 
 
Sitevip Internet