Domingo, 16 de junho de 2024
informe o texto

Notícias Últimas

BOAS PERSPECTIVAS

Vacina contra melanoma abre caminho para tratamentos personalizados

Ainda em fase de testes, imunizante aliado à imunoterapia tem apresentado bons resultados, com redução de 44% no risco de retorno da doença

Vacina contra melanoma abre caminho para tratamentos personalizados

Foto: Divulgação

Essencial do nascimento à terceira idade, a vacina é uma das mais consolidadas formas de prevenir doenças. Legado de estudos realizados desde a década de 90 e potencializados pela tecnologia, a área da oncologia está testando um imunizante terapêutico voltado ao melanoma que pode beneficiar, também, o combate do câncer de pulmão, bexiga e rim.

Em sua última fase de testes clínicos, a vacina denominada mRNA-4157 (V940), produzida pela farmacêutica Moderna em conjunto com a MSD, começou a ser testada em pacientes com melanoma avançado. O oncologista clínico da Oncomed-MT, Marcos Rezende, explica que ela é fabricada a partir do RNA mensageiro da célula e o seu grande diferencial é a produção de forma personalizada, de acordo com a necessidade de cada paciente.

“O imunizante é produzido a partir do material tumoral coletado no próprio paciente. No laboratório, as amostras são sequenciadas de acordo com a estrutura genética. A vacina visa ativar o sistema imunológico da pessoa para combater especificamente as células cancerígenas”, explica. Rezende observa, ainda, que o imunizante também está sendo testados para tumores considerados imunogênicos - capazes de provocar uma resposta do sistema imunológico - como o de pulmão, bexiga e rim.

Nos testes clínicos de fase 2, a combinação com a imunoterapia – terapia que promove o tratamento do tumor por meio da ativação do próprio sistema imunológico do paciente – demonstrou uma redução de 44% no risco de retorno da doença ou morte em pacientes com melanoma em comparação aos que utilizam apenas a imunoterapia.

Abrindo caminho para a modalidade de tratamentos oncológicos personalizados, a vacina contra o câncer sinaliza o provável futuro da oncologia. “Essa abordagem individualizada, na qual cada paciente passará a receber um plano de tratamento adaptado às suas necessidades específicas, consiste em um avanço histórico! A vacina abrirá um leque de possibilidades para a descoberta de novos medicamentos que poderão proporcionar um tratamento cada vez mais customizado e com menos efeitos colaterais.”



Produção e custo – Atualmente, o imunizante está na fase 3 dos estudos clínicos com testes em voluntários no Reino Unido. As fases 1 e 2 focaram na avaliação da segurança e eficácia. Caso os resultados da fase 3 sejam positivos, à exemplo das etapas anteriores, o imunizante avançará para a análise das agências reguladoras. Uma vez aprovado, entrará na fase 4 de ensaios, que visa monitorar os efeitos colaterais a longo prazo nos pacientes vacinados.

“A estimativa é que em até dois anos estejam disponibilizados os resultados dos testes nos voluntários. Se a vacina for aprovada pelos órgãos responsáveis, a atenção será voltada ao custo de produção. A partir daí, a discussão deverá se concentrar nos aspectos referentes à estrutura laboratorial necessária à sua fabricação e o acesso dos pacientes ao imunizante.”

Sobre a Oncomed-MT – Situada em Cuiabá (MT), a clínica especializada no tratamento multidisciplinar do câncer iniciou suas atividades em 1996. Hoje conta com sede ampla, de fácil acesso e fortemente estruturada, dispondo de consultórios, ala de quimioterapia com farmácia unidade de radioterapia. O corpo clínico é formado por oncologistas clínicos, cirurgiões oncológicos, radio-oncologistas, hematologistas, mastologistas, urologistas e profissionais especializados em cuidados paliativos. Saiba mais em www.oncomedmt.com.br.
 
Sitevip Internet