Quarta-feira, 29 de maio de 2024
informe o texto

Notícias Últimas

SER FAMÍLIA HABITAÇÃO

Construção de imóveis com subsídio do Governo de MT melhora índice habitacional e gera emprego em Campo Verde

Município que atrai trabalhadores em busca de emprego melhora estrutura habitacional com programa do Estado

Construção de imóveis com subsídio do Governo de MT melhora índice habitacional e gera emprego em Campo Verde

Welson dos Santos Rodrigues veio para MT atraído por oportunidade de emprego e trabalha na construção de residencial em Campo Verde

Foto: Marcos Guimarães / MT-Par

Os imóveis lançados pelo Governo de Mato Grosso, em Campo Verde, nessa quarta-feira (10.04), contribuem com o desenvolvimento da cidade, que está em plena expansão, principalmente por causa do agronegócio, das indústrias de beneficiamento da produção agrícola, em especial de algodão, e construção civil. 

O Programa SER Família Habitação, idealizado pela primeira-dama Virginia Mendes, oferece subsídios para a entrada de imóveis, melhorando o indíce habitacional e gerando empregos. 

Operário da construção civil, Welson dos Santos Rodrigues, de 30 anos, é um dos trabalhadores de outro estado que se mudaram para Campo Verde depois de conseguir uma oportunidade de ganhar mais. Há um ano, ele migrou de Rondônia para Mato Grosso.

"No meu estado a gente até trabalha, mas não ganha dinheiro. Aqui, em Mato Grosso, tem muita oportunidade e um bom salário. Como pedreiro eu não paro. Assim que acabar a obra aqui, já tem outra me aguardando”, relatou.
 
Pelo programa serão construídos, com subsídios do Governo, e em parceria com a Prefeitura Municipal, que doou os terrenos, 856 apartamentos apenas de Campo Verde. Deste total, 576 foram lançados nessa quarta-feira (10) no município, quando o governador Mauro Mendes e o prefeito da cidade, Alexandre Lopes, firmaram uma nova parceria e anunciaram a construção de outras 280 unidades.

Além de mudar a vida das pessoas que vão morar nos empreendimentos, o programa também fomenta a economia local e gera empregos. 

As inscrições para ter acesso a subsídio do Governo do Estado na aquisição de um imóvel no residencial Florais do Campo 1 estão abertas e para o Florais do Campo 2 ainda serão disponibilizadas. 

Durante o evento de lançamento, a primeira-dama Virginia Mendes exaltou a parceria com a Prefeitura Municipal em prol da melhoria da qualidade de vida da população.

“Esse programa é um divisor de águas dentro do que significa o SER, ter um lar é superar, é ter esperança e ter o respeito como garantia, unindo tudo isso, nós garantimos a dignidades das pessoas. Sou grata pela dedicação do presidente da MT Par, Wener Santos, que tem sido fundamental para o sucesso do projeto”, declarou.

Para o governador Mauro Mendes, os investimentos que estão sendo aplicados pelo Governo de Mato Grosso trazem resultados porque são utilizados com responsabilidade. “O dinheiro público vem de todos e quando usado da forma certa, a população vê o resultado e o retorno dele por meio de escolas, casas e outros benefícios”, assegurou.

O presidente da MT Par, Wener Santos, explicou que o acesso ao imóvel vem de uma parceria entre todos os governos. Enquanto o Governo de Mato Grosso oferece o subsídio, a prefeitura faz a doação do terreno e os valores da aplicação são repassados para o interessado em forma de desconto na entrada.

“Com este programa, o governo atende um público que pode pagar uma parcela a preço razoável, mas não tem como juntar o dinheiro da entrada. Foi uma ideia muito perspicaz da primeira-dama, Virgínia Mendes, que ao idealizar o programa se mostrou sensível a realidade da população e comprometida em ofertar dignidade às famílias por meio da moradia”, afirmou. 


Obras de fundação dos prédios do condomínio Florais do Campo 1 e 2 em Campo Verde. Foto: (Marcos Guimarães/ MT-Par)
 
O programa

As moradias lançadas em Campo Verde integram o Programa SER Família Habitação, modalidade Entrada Facilitada, na qual o Estado pode subsidiar cada unidade em até R$ 20 mil. O valor pode ser somado a outros subsídios, como os federais do Minha Casa, Minha Vida, e também acrescidos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, a partir dos requisitos exigidos pela Caixa Econômica Federal (CEF)

O público-alvo é formado por famílias com renda entre dois salários mínimos e R$ 8 mil e que buscam ser proprietárias do 1º imóvel. Atualmente, mais de 10 mil unidades habitacionais estão credenciadas em todo o Mato Grosso dentro desta modalidade.

As pessoas interessadas em adquirir uma delas devem fazer o cadastro no Sistema de Habitação do Estado de Mato Grosso (SihabMT), que está em destaque no site da MT Par. Depois de preencher o formulário, o sistema apresenta os empreendimentos disponíveis no município e arredores para manifestação de interesse e, posterior, emissão do Comprovante de Cadastro de Interesse (CCI), com o qual o futuro mutuário deve procurar uma construtora e dar início ao processo de aquisição. Reforçando, o processo inicial tem quatro etapas: cadastro no SihabMT, manifestação de interesse, impressão do CCI e busca pela construtora.

O programa SER Família Habitação está dividido da seguinte forma: faixa 0, 1, 2 e 3. O faixa 0 é para famílias que não possuem renda e estão cadastradas no CadÚnico; o faixa 1 para famílias com renda até R$ 2.640; faixa 2 com renda familiar bruta entre R$ 2.640 até R$ 4,4 mil; e faixa 3, para famílias com renda mensal entre R$ 4,4 mil até R$ 8 mil.

A modalidade entrada facilitada atende as faixas 1,2 e 3. Já a faixa 0 é atendida por casas doadas, cuja construção é coordenada pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc).

Fonte: SECOM MT
 
Sitevip Internet