Quarta-feira, 29 de maio de 2024
informe o texto

Notícias Educação

Senai MT atende demanda da indústria e lança curso de Aprendizagem Técnica em Biocombustíveis em Tangará

Curso será oferecido em parceria com a ALD Bionergia, em Tangará da Serra, e será ministrado a jovens a partir dos 18 anos, com ensino médio completo; além da qualificação, a aprendizagem técnica também dá ao jovem a oportunidade de se tornar um apre

Senai MT atende demanda da indústria e lança curso de Aprendizagem Técnica em Biocombustíveis em Tangará

Foto: Divulgação

Buscando atender à demanda de mão de obra qualificada para a indústria, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Mato Grosso (Senai MT) passa a oferecer, em parceria com a ALD Bioenergia, o curso de Aprendizagem Técnica em Biocombustíveis, voltado para jovens talentos, em Tangará da Serra.

A abertura da formação foi aprovada pelos conselheiros por unanimidade na última reunião do Conselho Deliberativo do Senai MT, realizada na segunda-feira (01.04).

A profissionalização atende a uma demanda crescente, em um estado como Mato Grosso que é o terceiro maior produtor de etanol, ficando atrás apenas de São Paulo e de Goiás. O estado também é considerado o maior produtor de biodiesel do país, mostrando a sua força para o setor de biocombustíveis.

A aprendizagem técnica é uma modalidade que além de qualificar profissionalmente também dá ao jovem a oportunidade de se tornar um aprendiz na empresa, recebendo salário, experiência registrada na Carteira de Trabalho, férias e outros benefícios oferecidos pela empresa contratante.

O curso de Aprendizagem Técnica em Biocombustíveis oferecerá, inicialmente, 25 vagas para jovens que tenham a partir de 18 anos, ensino médio completo ou estejam cursando o terceiro ano. Ao concluírem o curso, estes jovens saem com um diploma de técnico de nível médio completo e a possibilidade de se destacarem e serem contratados pela empresa ou por outras empresas do mesmo segmento.

A qualificação profissional é dividida em 1.888 horas dentro de sala de aula no Senai e 1.230 diretamente na empresa. Entre os conhecimentos aprendidos durante os primeiros módulos do curso estão: introdução à indústria 4.0, fundamentos de eletricidade, mecânica, matemática, química e produção de biocombustíveis.

Já nos módulos específicos estão: preparação de substrato para a fabricação de etanol de milho, fermentação e destilação na fabricação de etanol de milho, fabricação de DDG e WDG, gestão da produção, além das vivências profissionais em todas as etapas do curso.

O curso ainda está em fase de desenvolvimento e as inscrições devem ser lançadas nas próximas semanas.

“A demanda por formação técnica em biocombustível em Mato Grosso reflete o crescimento e a importância desse setor para a economia local. É ótimo ver empresas como a ALD reconhecerem essa necessidade e investirem na capacitação de jovens para atender essas demandas crescentes. A formação técnica é essencial para garantir que haja profissionais qualificados tanto para operar quanto para manter as plantas de biocombustível”, destacou a gerente executiva de Educação Profissional e Superior do Senai MT, Jocely Nogueira.
 
Sitevip Internet