Sábado, 20 de julho de 2024
informe o texto

Notícias Últimas

SES capacita cirurgiões-dentistas para atendimento especializado à pessoa com deficiência

Fernanda Nazário | SES-MT

21/10/2023 - 06:57 | Atualizada em 21/10/2023 - 09:05

SES capacita cirurgiões-dentistas para atendimento especializado à pessoa com deficiência

Foto: Secom-MT

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) promoveu, esta semana, capacitação para os cirurgiões-dentistas que fazem atendimento especializado à pessoa com deficiência na Região Sul do Estado. O curso tem o objetivo de aprimorar os serviços de odontologia ofertados via Sistema Único de Saúde (SUS).

A capacitação ocorreu entre os dias 16 e 20 de outubro, em Primavera do Leste. O curso é realizado pela Escola de Saúde Pública de Mato Grosso (ESP-MT), em parceria com o Centro Estadual de Odontologia para Pacientes Especiais (Ceope) e a Coordenadoria de Saúde Bucal da SES.

Esta é a quarta capacitação realizada neste ano. A primeira ocorreu em fevereiro deste ano na Baixada Cuiabana; a segunda foi realizada na cidade de Água Boa e atendeu toda a região Macro Leste; e a terceira aconteceu em Sinop e capacitou os profissionais da Região Teles Pires. No total, já foram qualificados, até o momento, 60 profissionais da odontologia que atuam na rede. Neste período, os profissionais atenderam aproximadamente 100 pacientes durante as aulas práticas; os pacientes foram inseridos na rede do SUS.

Para esta quarta capacitação, foram selecionados 15 profissionais que atuam na Região Sul. Outras seis turmas do curso devem ser abertas no próximo ano, contemplando todas as regiões do estado de Mato Grosso.

Durante o curso, os alunos tiveram a parte teórica na Secretaria Municipal de Saúde, onde foram abordados assuntos como: lei brasileira de inclusão, evolução conceitual da Pessoa com Deficiência, terminologia, conceitos e classificação das deficiências, Classificação Internacional de Doenças (CID), Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF), principais deficiências e alterações fisiopatológicas e humanização do atendimento odontológico.

Nas aulas práticas os profissionais aprenderam experienciação de contenção e imobilização protetiva e prontuário odontológico, além de realizarem atividade de educação em saúde na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Primavera do Leste. Por fim, os alunos fizeram atendimento aos pacientes com deficiência na sede do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) do município, onde praticaram, desde a anamnese, passando pela avaliação dos exames laboratoriais, planejamento em equipe, definição das condutas clínicas até concluírem o atendimento com os procedimentos necessários.

Foram capacitados 20 dentistas que atuam no SUS da baixada cuiabana
Créditos: SES-MT
A diretora da Escola de Saúde Pública (ESP-MT), Silvia Tomaz, destaca a importância de os profissionais se qualificarem para ofertarem um serviço de acordo com as particularidades de cada paciente. “A escola tem buscado o que há de mais moderno na qualificação para que, não só os dentistas, mas também outros profissionais ofertam um serviço eficiente aos pacientes", diz.

O Ceope é referência no estado no atendimento de pessoas com deficiência. Para a diretora da unidade especializada, Martha Maria Aquilino, é imprescindível que os serviços sejam descentralizados e que os profissionais que atuam na rede municipal de saúde estejam qualificados para isso.

“O Ceope atende pacientes de todo o estado e realizar essa capacitação vai de encontro a descentralização dos nossos serviços porque a pessoa com deficiência vai poder contar que no seu município terá um profissional especializado para atender conforme a sua necessidade. Então, ele não vai precisar se descolar quilômetros para vir até Cuiabá, na nossa unidade, para um atendimento que agora poderá ser feito no seu município de residência”, pontua Martha

A coordenadora de Saúde Bucal da SES, Andrea Vrech Coelho, conta que a gestão está empenhada na melhoria dos serviços em todo o estado de Mato Grosso. “Nosso objetivo é que a rede de odontologia pública no estado funcione como foi projetada e funcione com qualidade, em especial os atendimentos voltados para as pessoas com deficiência, que mais carecem de um atendimento especializado”, afirma Andrea.
 
Sitevip Internet