Imprimir

Imprimir Artigo

25/04/2024 - 08:15

26 de abril, Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial

Dia 26 de abril é o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial. A data foi instituída pela Lei nº 10.439/2002, com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico preventivo e do tratamento da doença, visto que é uma doença que acomete mais de 30% da população adulta no Brasil e no mundo.

Sabe-se que a pressão alta é a vilã de até 80% dos casos de derrame cerebral e 60% dos casos de ataque cardíaco registrados no país.

E pasmem que mais de 50% da população não sabe que tem pressão alta e nem fazem check up uma vez por ano no cardiologista.
 
DIAGNÓSTICO

O diagnóstico é feito por meio da medida da pressão arterial (PA) com um aparelho chamado esfigmomanômetro.

A pressão ideal é a conhecida 120 por 80 milímetros de mercúrio (mmHg), ou “12 por 8”.

Para quem já é hipertenso diagnosticado, pode ser considerado aceitável 140 e/ou 90 mmHg, ou “14 por 9”. No caso dos pré-hipertensos (PA= 130 a 139 por 80 a 89 mmHg). Precisam de acompanhamentos.

SINTOMAS

Na maioria das vezes, a hipertensão não apresenta sintomas. Quando há algum sintoma como os citados abaixo, é preciso procurar atendimento médico imediatamente.  

Dor de cabeça e na nuca;

Tontura;

Zumbido no ouvido;

Falta de ar;

Fraqueza;

Cansaço;

Palpitações;

Alterações na visão;

Sangramento nasal espontâneo.

CONTROLE

Utilizar o mínimo de sal no preparo dos alimentos, evitar alimentos embutidos como salsicha, e hambúrguer, molhos prontos como ketchup e mostarda, carnes salgadas (bacalhau, charque, carne seca e defumados); alimentos gordurosos; frituras, excesso de bebidas alcoólicas e o hábito de fumar.
 
 Imprimir