Segunda-feira, 20 de maio de 2024
informe o texto

Artigos Rafael Sodré de Aragão

Atenção às complicações das cirurgias oncológicas

A informação ajuda, e muito, no tratamento oncológico. Conhecer cada parte do processo é importante para entender a situação e mesmo quando buscar ajuda do seu médico.

As cirurgias oncológicas podem envolver uma série de complicações, que variam dependendo do tipo de cirurgia, localização do tumor, estágio da doença, saúde geral do paciente e outros fatores. Algumas das complicações mais comuns incluem:

Sangramento excessivo: A cirurgia oncológica pode causar sangramento excessivo, especialmente se envolver a remoção de um tumor grande ou invasivo. Isso pode exigir transfusões de sangue e, em alguns casos, pode levar a complicações graves, como choque hemorrágico.

Infecção: Qualquer cirurgia pode levar a infecções, mas as cirurgias oncológicas podem ser especialmente suscetíveis a infecções, porque muitos pacientes com câncer têm sistemas imunológicos comprometidos. As infecções podem afetar qualquer parte do corpo e podem ser graves o suficiente para exigir hospitalização.
Lesões nos órgãos adjacentes: Em alguns casos, a cirurgia oncológica pode envolver a remoção de tecido ou órgãos adjacentes ao tumor. Isso pode aumentar o risco de lesão acidental de outros órgãos, o que pode levar a complicações adicionais e prolongar a recuperação.

Disfunção intestinal: A cirurgia oncológica pode afetar o funcionamento do intestino, levando a complicações como constipação, diarreia e outros problemas digestivos. Em alguns casos, os pacientes podem precisar de dieta especial ou medicamentos para ajudar a controlar esses sintomas.

Complicações respiratórias: Algumas cirurgias oncológicas podem afetar o sistema respiratório, especialmente se envolver a remoção de tumores do pulmão ou da cavidade torácica. Isso pode levar a complicações respiratórias como pneumonia, derrame pleural e outras condições que afetam a capacidade do paciente de respirar normalmente.

Problemas de cicatrização: A cirurgia oncológica pode afetar a capacidade do corpo de cicatrizar adequadamente, especialmente se o paciente tiver um sistema imunológico comprometido ou se a cirurgia envolver grandes incisões. Isso pode levar a infecções, cicatrizes excessivas e outros problemas de cicatrização.

Complicações psicológicas: A cirurgia oncológica pode ser emocionalmente desafiadora para muitos pacientes, especialmente se eles tiverem que lidar com mudanças significativas na aparência, função corporal ou autoimagem. Isso pode levar à ansiedade, depressão e outros problemas psicológicos que exigem tratamento adicional.

É importante lembrar que nem todos os pacientes experimentam essas complicações e que muitos se recuperam completamente após a cirurgia oncológica. No entanto, é importante discutir quaisquer preocupações ou riscos potenciais com seu médico antes da cirurgia e seguir cuidadosamente todas as instruções de pré e pós-operatório para minimizar o risco de complicações.

Escrito pelo Diretor Técnico e Cirurgião Oncológico do Hospital de Câncer de MT MD-MSc Rafael Sodré de Aragão (CRM 6990/MT RQE 2794 RQE 5138).
 
Sitevip Internet