Notícias - Últimas

Evelyn Ribeiro | Gcom-MT | Postado em 24.01.2017 às 09:02h
GcomMT/Maria Anffe Governo e concessionárias discutem viabilidade da ferrovia que ligará Rondonópolis a Cuiabá

Governo e concessionárias discutem viabilidade da ferrovia que ligará Rondonópolis a Cuiabá

O govenador Pedro Taques recebeu nesta segunda-feira (23) representantes de companhias do setor ferroviário para discutir a viabilidade de ampliação da Ferrovia Vicente Vuolo, do trecho que liga Rondonópolis a Cuiabá. Conforme o projeto inicial, a extensão será de aproximadamente 600 quilômetros passando por Cuiabá e posteriormente chegando a Sorriso, com investimento de R$ 5 bilhões.

“A empresa tem um compromisso com o desenvolvimento de Mato Grosso. Temos um terminal em Rondonópolis que conecta o Estado ao Porto de Santos, que é fundamental para o escoamento de grãos nacional, e o governador nos pediu um estudo para extensão da ferrovia. Temos agora o compromisso de viabilizar”, explicou o diretor para assuntos Regulatórios e Institucionais da Rumo – ALL do Grupo Cosan, Guilherme Penin.

O próximo passo será elaborar estudo técnico e um projeto executivo contendo o traçado e relevo. “O desafio de engenharia é técnico. Não é uma obra simples, por se tratar da construção de algo de qualidade e é esse o processo que estamos começando agora para que se tenha o melhor traçado”, pontuou Guilherme.

O governador Pedro Taques assegurou que não medirá esforços para a execução do projeto, mas terá cautela para que os trâmites sejam cumpridos.

“Como governador, vou defender a chegada da ferrovia e não hesitarei em caminhar para encontrar um denominador e fazer com que ela se torne realidade o mais rápido possível”, afirmou Taques.

De acordo com o secretário de Infraestrutura, Marcelo Duarte, o projeto será discutido também em audiências públicas em São Paulo e Brasília, ainda esta semana.