Notícias - Segurança

Willian Silva | Sesp-MT | Postado em 19.04.2022 às 07:03h
Sesp-MT Casa de Semiliberdade recebe bicicletas para adolescentes cumprirem medidas socioeducativas

Casa de Semiliberdade recebe bicicletas para adolescentes cumprirem medidas socioeducativas

A Casa de Semiliberdade de Lucas do Rio Verde (380 km de Cuiabá) recebeu a doação de duas bicicletas Mormaii, com aro 26 e 18 marchas, da Cooperativa de Crédito Sicredi Ouro Verde-MT, para atender às necessidades dos internos que precisam de um meio de transporte para cumprirem suas rotinas fora da unidade.

De acordo com a gestora da unidade, Natiele Taís Kuhn, as bicicletas devem facilitar o dia a dia dos internos da unidade, uma vez que os adolescentes devem cumprir normalmente com suas obrigações escolares e trabalhistas.

“No contexto da Casa de Semiliberdade, os adolescentes têm acesso a rede pública de ensino. Então eles precisam de um meio de transporte para se locomover até as escolas, participar de curso profissionalizante e projetos culturais”, pontuou.

A doação ocorreu por intermédio da vereadora Sandra Barzotto, de Lucas do Rio Verde, junto a Cooperativa de Crédito Sicredi. A gestora da unidade também tenta intermediar com outras instituições a doação de mais bicicletas, para que todos os adolescentes internos possam ter a estrutura necessária para cumprimento de suas medidas socioeducativas.

O gerente da agência de Lucas do Rio Verde, Cesar Vaccari, lembrou que a parceria veio de encontro com a missão da cooperativa de crédito, que busca sempre estar inserida na sociedade. “O Sicredi sempre apoia as boas práticas da comunidade e essa doação atendeu a nossa missão que é uma causa nobre e estava dentro do orçamento da agência”, disse.

A unidade é a primeira Casa de Semiliberdade de Mato Grosso e foi inaugurada em março deste ano, com capacidade para atender até 17 adolescentes em conflito com a lei. A casa é fruto de uma parceria da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) e a prefeitura de Lucas do Rio Verde, que investiu R$ 160 mil na reforma do antigo Centro de Atendimento Socioeducativo (Case).