Notícias - Judiciário

ANA LUÍZA ANACHE | Postado em 15.10.2021 às 09:06h
Divulgação MPMT é campeão em duas categorias e conquista um segundo lugar

MPMT é campeão em duas categorias e conquista um segundo lugar

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso obteve um dos melhores resultados da história no Prêmio do Conselho Nacional do Ministério Público – edição 2021, conquistando dois primeiros lugares, um segundo lugar e dois selos “Respeito e Diversidade”, em reconhecimento às ações que promovem a cultura do respeito à diversidade humana e ao pluralismo de ideias e opiniões. Os grandes vencedores foram o “Aplicativo Projeto Luz” e o projeto “Satélites Alertas: Combate aos desmatamentos e queimadas”, nas categorias persecução cível e penal e integração e articulação, respectivamente.

O projeto “Água para o Futuro: Interiorização” ficou na segunda colocação na categoria sustentabilidade. Além disso, o semifinalista “Minhas mãos também falam”, da categoria transversalidade dos direitos fundamentais, e o vencedor “Aplicativo Projeto Luz” levaram o selo “Respeito e Diversidade”. A cerimônia de premiação foi realizada na tarde desta quinta-feira (14), de maneira integralmente virtual em razão das restrições impostas pela pandemia da Covid-19, com transmissão ao vivo pelo canal oficial do CNMP no YouTube

“Tratam-se de projetos inovadores do Ministério Público de Mato Grosso. As premiações recebidas demonstram o engajamento dos promotores com a sociedade, em áreas importantes como o meio ambiente do nosso estado, no caso dos projetos Satélite Alertas e Água para o Futuro. Já o Projeto Luz usa a tecnologia em busca de rapidez e celeridade digital no acompanhamento e proteção de crianças e adolescentes em situação de risco e de violência. Este é o Ministério Público consagrado pela Constituição de 1988 e que buscamos no dia a dia das nossas atividades, comprometido com a sociedade e resolutivo, com muito trabalho e dedicação dos nossos promotores, promotoras, procuradores e procuradoras”, afirmou o procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira.

Com os três prêmios conquistados na edição 2021, o MPMT soma 14 iniciativas premiadas em nove anos. São elas: “Em busca de uma tutela eficiente em favor das vítimas da criminalidade”, “Educando para recuperar”; “Lá em casa quem manda é o respeito”; “Núcleo de acompanhamento e fiscalização da execução de penas e medidas alternativas”; “Quem aceita o trabalho escravo, ajuda cavar esta cova”; “Livro: Porta de entrada para a cidadania”; “Leitura-caminho do saber”; “Projeto Verde Rio”; “Projeto Água para o Futuro”; “Rede de enfrentamento à violência doméstica contra a mulher de Barra do Garças e Pontal do Araguaia”; “Rede de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher de Várzea Grande e Nossa Senhora do Livramento”; “Aplicativo Projeto Luz”; “Satélites Alertas: Combate aos desmatamentos e queimadas”; e “Água para o Futuro: Interiorização”.

Selo - As iniciativas semifinalistas do Prêmio CNMP 2021 que tiveram relação com a temática do respeito à diversidade receberam um selo de reconhecimento do Projeto Respeito e Diversidade, do CNMP em conjunto com o Ministério Público Federal e a Escola Superior do Ministério Público da União. O MPMT teve dois projetos selados em reconhecimento à temática.

Edição 2021 - Esta edição do Prêmio CNMP é a primeira a ser realizada após a mudança do regulamento e a atualização das categorias, que se adequaram ao novo Planejamento Estratégico Nacional do Ministério Público (PEN-MP/2020-2029). Ao todo, concorreram 535 iniciativas, todas cadastradas no Banco Nacional de Projetos. Foram premiados 27 projetos, três em cada categoria: investigação e inteligência; persecução cível e penal; integração e articulação; transversalidade dos direitos fundamentais; fiscalização de políticas e recursos públicos; diálogo com a sociedade; governança e gestão; sustentabilidade; e gestão documental e memória institucional (categoria especial da edição 2021).

(Com informações do CNMP)