Notícias - Judiciário

MP/MT | Postado em 03.09.2021 às 07:12h
MP/MT Gratidão é tom do discurso de posse de novo procurador de Justiça

Gratidão é tom do discurso de posse de novo procurador de Justiça

Ezequiel Borges de Campos foi empossado nesta quinta-feira (02) no cargo de procurador de Justiça e passou a integrar o Colégio de Procuradores de Justiça do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, em solenidade híbrida em razão da pandemia da Covid-19. O novo procurador de Justiça, promovido por merecimento para a 16ª Procuradoria de Justiça Cível, fez um discurso de agradecimento, demonstrando gratidão a Deus, aos familiares, colegas membros e servidores do MPMT e amigos.

“Minha compreensão é de que esse momento é próprio apenas para externar gratidão. Minhas palavras, portanto, são essencialmente de agradecimento. Primeiro sou grato a Deus. A Ele devoto toda glória recebida. Obrigado Senhor pela sua bondade infinita, por me abençoar e me conceder muito mais do que sou merecedor. Sou igualmente grato aos meus familiares e a todos expresso minha admiração na memória do meu pai e da minha mãe, que me ensinaram que respeito ao próximo, honestidade, humildade e lealdade são valores inegociáveis na formação do caráter de qualquer pessoa”, iniciou. Na sequência, fez um agradecimento especial à esposa e aos filhos.

“Sou grato à minha equipe de trabalho pelo enorme comprometimento, lealdade e determinação que tanto contribuíram no desempenho das minhas atividades na promotoria. Na Procuradoria, espero continuar a contar com a inestimável contribuição de vocês, Emanuelle e Karlaine”, destacou, agradecendo também ao amigo promotor de Justiça Alexandre Guedes, aos valorosos servidores que integram o Núcleo de Cidadania da Capital e aos amigos presentes virtualmente na solenidade. Ezequiel Borges de Campos fez então uma homenagem ao promotor de Justiça Célio Joubert Fúrio, que faleceu em abril deste ano, vítima da Covid-19.

Ao citar Mário Quintana, que disse que “O passado não reconhece seu lugar, está sempre presente”, o novo procurador de Justiça recordou o início da vida jurídica, no ano de 1987, a aprovação no concurso do Ministério Público e posse em 1992, as comarcas por onde passou, a atuação no Tribunal do Júri e na Execução Penal em Rondonópolis, até chegar à Promotoria de Cidadania e do Consumidor da capital. “Se essa longa jornada de embate naturalmente nos traz inquietação com o novo que se avizinha, ela também nos fortalece e nos concede sobriedade e experiência para aplacar injustiças e reafirmar o compromisso com o trabalho, com o respeito à lei, às instituições, às pessoas e à honestidade de propósitos”, finalizou, acrescentando que o MPMT e toda a sociedade mato-grossense podem esperar dele o mesmo empenho e a mesma dedicação no segundo grau.

Destacado para dar boas-vindas ao colega, o procurador de Justiça Edmilson da Costa Pereira, titular da Especializada na Defesa da Probidade Administrativa e do Patrimônio Público, recordou os tempos em que atuaram juntos na Promotoria da Cidadania e elogiou Ezequiel Borges de Campos pelo comportamento frente às demandas da coletividade e pela interatividade com a comunidade. “Após uma profícua trajetória como promotor de justiça, labutando em diversas regiões de Mato Grosso e sempre atuando em sintonia com as demandas da comunidade, doutor Ezequiel assume seu merecido lugar neste Colégio”, observou, ressaltando que todos os integrantes do colegiado estão lisonjeados com a chegada dele.

O procurador-geral de Justiça de Mato Grosso, José Antônio Borges Pereira, também destacou a satisfação de empossar o colega Ezequiel Borges de Campos. “Confesso que estou emocionado porque somos da mesma turma. Ingressamos no mesmo concurso, em 1992, quando de 350 candidatos apenas seis passaram, a última turma em que todos foram oriundos da Universidade Federal de Mato Grosso”, afirmou, recordando a posse da turma e o início do trabalho no MPMT, sempre de portas abertas ao cidadão mato-grossense.

José Antônio Borges Pereira enalteceu a marca deixada pelo colega Ezequiel na defesa do consumidor e enalteceu o sistema de processos implantado por ele na promotoria, reforçando o desejo de adotar esse modelo nas demais unidades ministeriais. O procurador-geral ainda exaltou a discrição, o profissionalismo, a técnica e a escrita perfeita do novo integrante do colégio, reconhecida e elogiada pelos demais membros da instituição. “Enfim, é uma satisfação enorme para esse colegiado estar lhe recebendo, seja bem-vindo. Estamos de braços abertos para a continuidade dessa carreira tão profícua e que é orgulho para o MPMT”, encerrou.

Presidente da Associação Mato-grossense do Ministério Público (AMMP), o promotor de Justiça Rodrigo Fonseca Costa destacou o destemor e a temperança de Ezequiel Borges de Campos. “A experiência e a luta diária dos procuradores de Justiça são essenciais à manutenção dos trabalhos que fazemos em primeiro grau. E acreditamos que a combatividade e a técnica do doutor Ezequiel muito ajudarão no desenvolvimento das teses ministeriais em segundo grau”, declarou.

Saudação - Acompanhando a solenidade virtualmente, o desembargador Marcos Henrique Machado enviou uma saudação ao amigo empossando. “Desejo, na Procuradoria de Justiça, tão somente o mesmo êxito que teve nas promotorias pelas quais passou, honradamente, engrandecendo o Ministério Público do Estado de Mato Grosso, ganhando respeito da sociedade e orgulhando seus colegas, entre os quais me coloco, por testemunhar, durante 18 anos, sua inteligência, dedicação e comprometimento”, almejou.

Também acompanharam a solenidade a presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargadora Maria Helena Gargaglione Povoas, e o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamente, além de familiares e amigos, promotores e servidores do Ministério Público e integrantes do Poder Judiciário e da Defensoria Pública.