Notícias - Educação

Cristina Cavaleiro | Postado em 05.05.2022 às 07:47h
GEMAR com comunicação UFMT Crea –MT participa de lançamento de livro da UFMT “Atlas Socioeconômico e Ambiental do RADIS”

Crea –MT participa de lançamento de livro da UFMT “Atlas Socioeconômico e Ambiental do RADIS”

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT), participou no mês de abril, do lançamento do Livro: Atlas Socioeconômico e Ambiental dos Assentamentos da Reforma Agrária em Minas Gerais e Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, realizado pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). A publicação da obra foi patrocinada pelo  Edital de Seleção Pública de Projetos do Crea Mato Grosso. O presidente do Conselho, eng. civil, Juares Samaniego foi representado pelo coordenador do Comitê de Patrocínio do Crea-MT, Jacy Nilso Zanetti, que elogiou o projeto e a publicação e destacou sua relevância para os profissionais da área. “Quando chegou este projeto lá no Crea, eu analisei, bem como os outros membros do comitê, e levei imediatamente para o presidente e falei ‘esse é um projeto que nós temos que participar’. Fico feliz que o Crea-MT    contribuiu para todos que possam construir deste conteúdo”, concluiu Zanetti.

O livro que traz um panorama dos dados coletados com mais de 20 mil famílias, pelo projeto RADIS-UFMT entre 2018 e 2020, já  está disponível para download

O levantamento compreendeu eixos como estrutura fundiária, perfil socioeconômico, produção, renda e política de crédito rural de assentamentos criados pelo Instituto Nacional da Reforma Agrária (Incra). Em Mato Grosso, mais de 6 mil lotes em assentamentos foram visitados por técnicos de campo do projeto.

“Em primeiro lugar, é preciso dizer que o projeto Radis é fruto de uma parceria entre o Incra e a UFMT e sobre a importância dele existem vários aspectos que precisam ser considerados. Com esse projeto nós passamos a trabalhar levantando informações de uma quantidade enorme de assentamentos e esses dados se referem tanto à questão ambiental, dos moradores, produção e uma série de outras informações que permitem que o Incra realize seu trabalho de forma mais rápida”, disse o coordenador do projeto, professor Paulo Venere, durante o evento de lançamento.

Além de apoiar o trabalho do Incra, o banco de dados construído pelo Radis auxilia na produção científica da Universidade e os dados agregados dos entrevistados podem ser consultados para o desenvolvimento de pesquisas em diferentes áreas.

De acordo com o reitor da UFMT, professor Evandro Soares da Silva, “O Radis deu à UFMT a oportunidade de ir até essas comunidades, observar sua realidade, mapear, e não apenas fazer um cadastro das famílias, mas também fazer uma troca de conhecimentos, trazendo para a universidade inúmeras possibilidades de pesquisa e de aprendizagem. Enfim, consolidou-se aquilo que é nosso principal objetivo, o de fazer o Ensino, a Pesquisa e a Extensão como um processo indissociável”

O Atlas está disponível para download em formato de e-book no site do Projeto Radis (https://app.radis.ufmt.br), onde também é possível encontrar o Atlas interativo, onde os dados agregados são atualizados a cada nova visita.