Notícias - Cultura

Silvia Abreu Consultoria Integrada de Marketing | Postado em 13.05.2022 às 07:23h
Divulgação ‘Berimbauzeiro’ é selecionado para o Festival Internacional do Documentário Musical

‘Berimbauzeiro’ é selecionado para o Festival Internacional do Documentário Musical

O documentário “Berimbauzeiro” foi selecionado para participar do Festival Internacional do Documentário Musical, o In-Edit Brasil. O curta-metragem apresenta a originalidade da relação de Mestre Churrasco com o berimbau; suas criações poéticas com o instrumento extrapolam o universo da capoeira e evidenciam o poder de criação deste mestre no Rio Grande do Sul. O filme foi idealizado e dirigido por Magnólia DobrovolskiMarco Poglia Mário Eugênio Saretta.

 

O In-Edit Brasil é um evento cinematográfico que tem como objetivo fomentar a produção e a difusão de filmes documentários que tenham a música como elemento integrador. O Festival nasceu em Barcelona em 2003 e hoje é realizado em diversos países como Espanha, Chile, Grécia e Holanda. No Brasil, o IN-EDIT ocorre desde 2009. Em 2022, a 14ª edição será realizada de forma híbrida, com sessões presenciais em São Paulo e online para todo o Brasil, entre os dias 15 e 26 de junho.

 

“Berimbauzeiro” retrata a arte de Mestre Churrasco, o mais antigo mestre em atividade na capoeira angola do Rio Grande do Sul, líder e fundador da Associação de Capoeira Angola Zumbi do Palmares (ACAZUP) e grande referência no sul do Brasil, Mestre Churrasco.  O filme tem foco na criatividade e originalidade de Mestre Churrasco, que associa saberes tradicionais, ecologia e arte na elaboração de berimbaus singulares e na prática da capoeira como filosofia de vida.

 

Os diretores escolheram abrir mão de uma narrativa biográfica e linear em favor de abordar o espírito inventivo de um personagem em constante transformação, cuja incessante criatividade se expressa na sua relação com os berimbaus e na prática da capoeira centrada em seu fundamento, mas sempre aberta a novas maneiras de se relacionar com o mundo. O filme foi concebido para instigar os espectadores com afetos mais do que com informações documentais, as quais ainda demandam serem objetos de outros trabalhos, reportagens e pesquisas.

 

“Berimbauzeiro” também foi selecionado para concorrer ao Prêmio Pierre Verger, da Associação Brasileira de Antropologia (ABA). Deve ser exibido durante a realização da 33ª Reunião Brasileira de Antropologia, que ocorre de 28 de agosto e 03 de setembro próximo. O Prêmio Pierre Verger (PPV) é conferido pela ABA e tem como objetivo primário premiar filmes, ensaios fotográficos e desenhos que realizem diálogos/experimentações com linguagens visuais e sonoras como parte de processos e/ou resultados de pesquisa antropológica.

 

Este projeto foi viabilizado por meio do Edital Criação e Formação – Diversidade das Culturas, realizado pela Secretaria de Estado da Cultura em Parceria com a Fundação Marcopolo, com recursos oriundos da Lei nº 14.017/2020, a Lei Aldir Blanc.

 

Sobre Mestre Churrasco:

Mestre Churrasco (Jean Batista Cleber Teixeira dos Santos) é de família descendente da antiga Colônia Africana de Porto Alegre (hoje bairro Mont’Serrat) e desde criança tem contato com expressões culturais de matriz africana. Conheceu a capoeira angola no início dos anos 70, ainda na adolescência, em Porto Alegre, e hoje é um dos mais antigos representantes desta arte em atividade no estado do RS, sendo grande referência para a capoeira gaúcha de forma geral. É líder e fundador da Associação de Capoeira Angola Zumbi do Palmares (ACAZUP) e, atualmente, mora na cidade de Caxias do Sul-RS. Já residiu em Salvador e no Rio de Janeiro em busca de pesquisar e conhecer com profundidade os fundamentos da capoeira.

 

Mestre Churrasco é, também, um grande artífice de instrumentos musicais artesanais, especialmente o berimbau, sendo um profundo conhecedor de madeiras e plantas nativas do estado do RS utilizadas para a fabricação dos seus instrumentos, além de um exímio tocador de berimbau. Por meio da capoeira, foi um dos primeiros a desenvolver trabalho com crianças em situação vulnerabilidade social em Porto Alegre, ainda nos anos 1980. Já foi agraciado com diversas homenagens e distinções honoríficas, como Amigo de Porto Alegre (recebido do prefeito Tarso Genro, em 1996); Honra ao Mérito (recebido do Deputado Raul Carrion, em 2005 e 2009) e Mestre da Cultura Popular Caxiense (2010), dentre outros. Mestre Churrasco também atua realizando oficinas e palestras sobre capoeira e culturas de matriz africana. Em 2018, participou como mestre convidado da disciplina Encontro de Saberes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

 

Sobre os Realizadores:

 

Magnólia Dobrovolski

Artista visual, treinela de Capoeira Angola e pesquisadora das estratégias populares para salvaguardar a capoeira. Mestranda no Programa de Pós Graduação Museologia e Patrimônio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e licenciada em Artes Visuais no Instituto de Artes da Ufrgs. É capoeirista integrante da Áfricanamente Escola de Capoeira Angola há 13 anos, tendo atuado como arte-educadora em diversos projetos sociais. Coproduziu a série documental Angola Poa: expressões da Capoeira Angola em Porto Alegre.

 

Marco Poglia

Doutor em Antropologia Social pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Ufrgs e capoeirista integrante da Áfricanamente Escola de Capoeira Angola. Membro do GeAfro – Grupo de Estudos Afro (Neab/Ufrgs) e coordenador geral do projeto de pesquisa e audiovisual Angola Poa: expressões da capoeira angola em Porto Alegre, realizado em parceria com a artista visual Magnólia Dobrovolski. Produziu e dirigiu, com Vinicius Correa, o documentário em curta-metragem A Vida Tocando (Melhor Filme Etnográfico do Cine Tornado Festival 2017).

 

Mário Eugênio Saretta

Antropólogo, mestre e doutor em antropologia social. Professor da Escola de Belas Artes e Música do Paraná (Embap/UNESPAR). Produziu e dirigiu o documentário longa-metragem Epidemia de Cores, que esteve nos cinemas de todo o País e foi licenciado para o Canal Brasil e para o SESCTV.

 

Redes Sociais do Projeto Berimbauzeiro:

Instagram:

https://www.instagram.com/berimbauzeiro_filme/

Facebook:

https://www.facebook.com/berimbauzeiro

E-mail:

berimbauzeiro.filme@gmail.com

 

Rede social do Mestre Churrasco:

https://www.facebook.com/profile.php?id=100076588346439