Notícias - Cidades

CELLY SILVA | Postado em 20.09.2021 às 10:55h
Luiz Alves Ao lado da ministra Damares Alves, prefeito participa de lançamento do programa Famílias Fortes

Ao lado da ministra Damares Alves, prefeito participa de lançamento do programa Famílias Fortes

O prefeito Emanuel Pinheiro marcou presença no lançamento do programa Famílias Fortes, pela ministra da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, na sede da Associação mato-grossense dos Municípios (AMM), na manhã deste sábado (18). No evento, também ocorreu a assinatura do protocolo de intenção com a AMM e com a Associação para o Desenvolvimento Social dos Municípios de Mato Grosso (APDM), que tem como objeto a implantação de uma escola de formação de agentes públicos na área das políticas sociais e que, em Cuiabá, será monitorado de perto pela primeira-dama Márcia Pinheiro.

Ainda na tarde deste sábado, a ministra Damares Alves e o prefeito Emanuel Pinheiro lançam, juntos, a pedra fundamental Casa Mulher Brasileira em Cuiabá, que será construída no bairro Alvorada e será um ponto de referência no atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica. A construção da primeira Casa da Mulher Brasileira em Mato Grosso será possível graças à interlocução da primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro junto ao governo federal e também ao deputado federal Emanuelzinho, que destinou recursos de emenda para a obra.

Na AMM, o prefeito saudou a todas as primeiras-damas de Mato Grosso e deu as boas-vindas à ministra. “Cuiabá se sente honrada com a presença da ministra Damares e quero saudar, em rápidas palavras, como prefeito da capital mais bela e sedutora, mãe de todos os municípios e que tem orgulho de ser uma capital agregadora e integradora de todos os municípios do estado de Mato Grosso. Seja bem-vinda a esta terra calorosa, de um povo hospitaleiro e alegre, queremos parabenizá-la. Abraçamos a esta grande mulher, a esta grande representante da família brasileira, que vem a Cuiabá não só implantar o programa Famílias Fortes, mas que vem plantar o amor, a determinação e o legado de que toda e qualquer transformação e evolução de uma sociedade passa pela estruturação da célula máter da sociedade, que é a família”, disse Pinheiro.

Em um discurso efusivo e emocionado, a ministra Damares Alves elencou as políticas que vêm sendo construídas em prol de crianças, adolescentes, idosos, deficientes em todo o país e a proposta que o programa Famílias Fortes traz. “Viemos ajudar os prefeitos a pensar como as políticas públicas podem fortalecer os vínculos familiares. [...] Uma em cada quatro mulheres já foram abusadas até os 18 anos de idade. Precisamos enfrentar isso e um dos caminhos é o programa Famílias Fortes. O que está aí não está dando certo, então, vamos juntos no programa Famílias Fortes”, disse, emocionada.

A primeira-dama de Sinop e presidente da APDM, Sheila Pedroso, ressaltou a importância deste dia para a associação, que firma uma parceria com o Ministério da Família e dos Direitos Humanos. “Agradeço a todos os prefeitos que nos acompanham pelo apoio às ações sociais. Hoje vamos inaugurar nossa escola de formação para gestores e para técnicos da Assistência Social e demais secretarias. Será importante para o crescimento dos municípios e, em nome dos 141 municípios, agradecemos pela implantação do Programa Famílias Fortes, que será um avanço para o desenvolvimento social, que vai direto na base tratar as famílias, onde realmente a gente precisa dar início às ações sociais”, declarou.

A secretária-nacional da Família, Ângela Vidal Gandra da Silva Martins, ressaltou que é a primeira vez que de fato o Brasil conta com políticas públicas familiares visando o fortalecimento de vínculos. “Para chegar em cada família é preciso menos Brasília e mais Brasil porque precisamos dos municípios. Investir em cada família é desenvolvimento econômico e social. Se a gente pensa que fazer política visa esse crescimento humano e social, é impossível fazer isso sem uma família, é na família que o ser humano é amado, educado e assim a gente projeta cada ser humano”, disse.

Em sua fala, o presidente da AMM, Neurilan Fraga, sugeriu que as famílias beneficiadas no programa Famílias Fortes também sejam contempladas no programa Casa Verde e Amarela e que haja integração com outros ministérios para contemplar a todas as famílias em vulnerabilidade. “Precisamos não só fazer o alinhamento dessas famílias desajustadas, mas precisamos também inclui-las no processo produtivo, fazer com que elas tenham sua estabilidade econômica e fazer com que sejam cada vez mais independentes dos programas sociais”, pontuou.

Famílias Fortes

O acordo de cooperação técnica entre o Ministério da Família e dos Direitos Humanos com os municípios já habilitados junto à Secretaria Nacional da Família tem como meta a implantação do programa Famílias Fortes, que tem como objetivo promover o bem-estar das famílias e a redução dos riscos relacionados a comportamentos problemáticos. O Ministério vai disponibilizar aos municípios, o material para que as equipes das prefeituras possam colocar as atividades em prática, os meios de fortalecer vínculos familiares e garantir proteção social dos adolescentes.