Camalote

Camalote

Revista mato-grossense especializada em meio ambiente e turismo

Uma revista cuiabana com alto padrão de qualidade gráfica e também editorial onde a estrela principal é o meio ambiente. A revista camalote é impressa papel colchete 300 gramas na capa e 150 gramas no miolo e tem aplicação de vernizes especiais além de textura. A revista é hoje a publicação mais premiada do estado, recebeu inclusive o Primeiro Premio de Jornalismo Dom Pedro Casaldaliga, além de vários prêmios nacionais.

E já são 8 anos de excelência em suas publicações mensais, a revista se firma ainda mais como referência no segmento ambiental e turístico, tanto no Estado, como fora dele. Camalote foi reconhecida em menção de honra da “Divine Académie Française des Arts, Lettres et Culture” por seu trabalho na disseminação da cultura brasileira e mato-grossense.

A revista não tem dois segmentos, Coluna Social nem Policia, mas tem um conteúdo diversificado, o leitor encontra em cada edição esmeradamente produzida, cultura, meio ambiente, turismo, gastronomia e literatura. O editorial assume o compromisso de fomentar a divulgação do que Mato Grosso e o Brasil oferecem de melhor, sendo assim, em toda edição um artista regional ganha espaço para mostrar sua arte. A jornalista Lauristela Guimarães, que está à frente da Revista, reforça que o periódico está aberto para os talentos regionais: “você tem uma ideia, a Camalote reproduz”.

Lauristela é a proprietária da Editora Primeira Página, responsável pela publicação da Revista Camalote, que a Camalote é 100% Mato-grossense, desde sua produção e edição até sua impressão. Cem por cento também é o compromisso do periódico com o meio ambiente, já que possui o selo CARBON FREE, certificando que as edições da Camalote são neutras em produção de carbono. Além do compromisso cultural e ambiental, a Revista se preocupa com o social. Cerca de 10% de sua tiragem é destinada para bibliotecas públicas de todo o Estado e Lauristela ressalta que se alguma biblioteca que ainda não recebe a revista estiver interessada em obtê-la, pode entrar em contato com a editora.

Atenta aos diversos tipos de público, a Camalote promoveu a inclusão social com tiragem em braile, possibilitando o acesso do conteúdo aos deficientes visuais. Versões da revista em áudio também foram produzidas.

No quesito diagramação inovadora, a Camalote sai na frente com a texturização de suas imagens, que além da alta qualidade na produção e impressão, dão ao leitor a perspectiva de profundidade, aguçando a sensibilidade que não se restringe mais ao plano imaterial. A aplicação de verniz nas fotos é o que dá o acabamento texturizado as fotografias, aumentando o brilho e evidenciando ainda mais a grandiosidade e beleza das paisagens retratadas.

A Revista Camalote agora com versão online aposta na qualidade de seu material impresso para conquistar o leitor. Lauristela comenta dizendo que “imprimir a revista é uma questão de filosofia”. A publicação como material impresso proporciona para o público uma experiência que versões online, por exemplo, não são capazes de proporcionar. A jornalista menciona uma das edições em que foi utilizado verniz microemcapsulado para dar o cheiro