Artigos

Halisson Lasmar | Postado em 23.11.2021 às 10:11h
Halisson Lasmar

AGRONEGÓCIO - Ser contra em MT é pouco inteligente para qualquer seguimento empresarial, corporativista ou sindical.

Uma birra sem o menor sentido de funcionários públicos, alguns setores da política e de organizações sindicais é uma insólita e burra discussão que não faz o menor sentido e que não tem nenhum precedente que a embase.
MT só é e se transformou no que assistimos, cresceu, se solidificou e permitiu avanços econômicos em todos os setores em função deste importante setor.
Organizados, eficientes e revolvedores de vultuosos impostos, são os responsáveis diretos e indiretos pela  manutenção e crescimento do comércio, serviços e de toda uma cadeia comercial, que sem os vultuosos valores gerados pelos setores produtivos de sua representativade, seríamos um Estado sem grandes perspectivas e promessas de futuro.
Alguém ainda tem dúvidas sobre essa transparente realidade.
Essa bronca sem nenhum sentido prático que desce a lenha nos produtores e os tratam como bandidos e exploradores, parece que não acompanha os números, empregos gerados e os enormes benefícios que o dinheiro gerado nessa industria representam na nossa economia.
O que seria de nós sem o Agronegócio gente?
Nossa distância, dificuldades de logística, barreiras comerciais que são constantes e a hipocrita condenação do setor por seguimentos  que nada produzem, mais que muito custam, já passou da hora de acordarem e bater palmas para o agro reverenciando-os  como o maior e melhor instrumento de nosso desenvolvimento sem quaisquer argumentos plausíveis que conteste essa realidade.
Qual seria nosso fator de faturamento se eles não existissem?
Se ganham muito, se tem lucros e se transformaram numa força gigante que impulsiona nossa economia, graças a Deus, parabéns pela competência.
Imagine se eles não tivessem vindo, desbravado, enfrentado as adversidades e não dessem certo?
Talvez estivéssemos lutando para vender violas de cocho, plantando mandioca, e esperando piracemas passar para fazer esse turismo pontual e ínfimo que não sustentaria nada nem ninguém.
Chega dessa baboseira sem sentido que condena o setor que foi e tem sido a salvação de Mato Grosso é sua gente.
Defender e vibrar com as conquistas do Agronegócio é a maior de nossas obviedades lógicas.
Está na hora de assumir que MT é soja, MT é algodão, MT é milho, MT é pecuária profissional, MT é agronegócios.